sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

O Saulo que somos e o Paulo que podemos ser

Orgulho, vaidade, prepotência, arrogância, vontade de dominar, desejo de impor, necessidade de ser reconhecido... Construções doentes de nossa alma que nos causam dor, sofrimento, medo, insegurança... Que chegam até a nos deixar a impressão de sermos indignos do Amor Incondicional que Jesus devota a cada um de nós. Mas, como os evangelhos deixam bem claro, foi para nós, ovelhas perdidas, doentes espirituais, que Ele declarou ter vindo a este mundo. Para nos amparar, orientar e conduzir novamente a Deus. Mais do que isso, dando provas da confiança profunda que reservava mesmo à criatura mais perdida nas ilusões do mundo, Ele não apenas envolveu, como convocou expressamente para servir ao Seu lado um Saulo de Tarso. Um homem detentor de todas as dificuldades enumeradas no início deste texto, perseguidor de cristãos, completamente desnorteado em seus propósitos existenciais. Mas também um homem que, sob o Amor do Cristo, conseguiu converter o erro em Verdade, a cegueira em Visão e o ódio em Amor. Como cada um de nós também é amorosamente convidado a fazer...

7 comentários:

Mauricio Keller disse...

Meu querido esta música é linda e a mensagem nos faz lembrar o quanto precisamos viver o Cristo em nós nas pequenas coisas. Obrigado por ter postado esta pérola e por ter-me presenteado com suas palavras lúcidas sobre ela.

monoca disse...

Ei Romário, que bela música, bela letra que acalma o espírito. Muito obrigada. Saudades de vocês. Bjs

Simone

Bia Bassi disse...

Simplesmente emocionante!

wallace josé disse...

O AMOR,MAIS PURO SE DOA...SIMPLESMENTE MAGNÍFICO.

Rosineide disse...

Tudo que possamos dizer não pode expressar a benesse que essa música nos traz.Parabéns aos interpretes maravilhosos , parabéns ao Tim que é divinamente inspirado

CAROLINE S.TREIGHER disse...

Lindíssima música! Qualidade, profundidade, sensibilidade! Valeu a postagem!

BERNARDO SALDANHA disse...

MELODIA E LETRA ARREMETEM À PAZ,... MUITA PAZ!!!