terça-feira, 13 de abril de 2010

Novas

Exposição de Arte Espírita em BH

Além das telas de cinema, a vida de Chico Xavier ganhou outras retratações menos vistosas, mas igualmente belas nos últimos dias. De 6 a 9 de abril, a exposição Cândido Chico ocupou a Galeria Guimarães Rosa, na entrada da Câmara Municipal de Belo Horizonte (MG).

O traço leve e inspirado de Adriano Alves produziu em menos de uma semana oito quadros simples, mas profundamente expressivos, que retratam passagens da vida de Chico, a companhia de Bezerra, Emmanuel e André Luiz a seu lado e as sessões de psicografia.

Além dos quadros, a exposição abriu espaço para nove desenhos resultantes de exercícios mediúnicos realizados pelo artista simultaneamente a reuniões de atendimento espiritual das quais participa. Trabalhos que atingem uma qualidade técnica surpreendente diante da velocidade (8 a 10 por reunião mediúnica) e das condições (ambiente escuro e barulhento da reunião mediúnica) em que são produzidos, como tivemos oportunidade de presenciar mais de uma vez.

Adriano Alves é trabalhador da Arte Espírita há anos, atuando também como músico, ator e dramaturgo. É fundador da Cia. Laboro. Para quem não pôde ver a exposição, que agora segue para a sede da União Espírita Mineira, fica aqui o registro de alguns dos trabalhos.










3 comentários:

Rone disse...

Pena que não fiquei sabendo antes, para ir pessoalmente, mas obrigado por colocar as imagens!

Chico merece sempre ser lembrado, para que auxilie a nos lembrar sempre de seguir seu exemplo.

Abraços!

Rone

Dri disse...

Lindas pinturas...
Absolutamente fantástico, assim como nosso querido Chico!!
Muita paz a todos!!

lani de hojai disse...

Belas pinturas, assemelha-se a beleza da alma do Chico, nos fala de sua mensagem de caridade e fraternidade.Feliz trabalho,josefa costa