quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Paul McCartney psicografa George Harrison?

A notícia nem é tão nova. Mas continua atual. Como tudo o que se refere às relações entre Espiritismo e Arte! Enquanto preparava canções inéditas para o álbum Chaos and Creation In The Back Yard (2005), Sir Paul McCartney disse à BBC News ter vivido uma experiência curiosa. Especialmente durante a composição de Friends To Go. Ao ser questionado sobre o significado dessa letra, ele disse que não sabia, por achar que não era o verdadeiro autor do trabalho.

"O mais engraçado é que eu senti quase como se fosse George Harrison enquanto escrevia a canção. Eu simplesmente senti: é o George. Então era como se eu estivesse escrevendo - eu era como ele - escrevendo uma de suas canções. Eu apenas escrevi, ela se escreveu muito facilmente porque nem era eu que escrevia." Quer saber como ficou o resultado da inspiração? Eis o vídeo:



E não é o primeiro relato de experiências mediúnicas por parte do ex-Beatle. Em 1995, quando McCartney, Harrison e Ringo Star se reuniram para gravar Free as a Bird, de John Lennon, ele falou sobre a presença do autor da canção entre eles. "Houve vários acontecimentos estranhos no estúdio. Barulhos que não deveriam estar lá e equipamentos fazendo todo tipo de coisas estranhas. Houve um sentimento geral de que John estava por perto", disse à época Sir Paul.

Um comentário:

Talma disse...

Paul e os fenômenos mediúnicos

outros dois exemplos:
1-quando compos Yesterday ele disse que a música e letra vieram de um jofre. Achou que talvez fosse um plágio involuntário e passou um tempo mostrando-a aos amigos e outros músicos, como ninguém manifestou conhecimento anterior da música é que a gravou.
2- na gravação da música "Run devil run" escuta-se perfeitamente um back vocal da Linda, tanto que pergintaram pra ele se por acaso ela tinha deixado gravado antes de desencarnar, o que foi negado por todos. O Paul tenta explicar dizendo que foi ele mesmo que fez o back e que as vozes, dele e da mulher eram bem parecidas, mas que ficou estranho até ele concorda.
E o interessante que quem teve a idéia dessa música foi a própria Linda, quando andando de carro viu uma loja de objetos místicos que ofereciam uma loção pra espantar os demônios, ela achou aquilo engraçado e teve a idéia de fazer uma música com o nome da mesma. Só que não teve tempo, desencarnou logo após.