segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dois IAP! em um

Nossas duas últimas experiências com o IAP!, neste mês de julho, aconteceram na Mocidade Espírita Paulo e Estevão, nossa querida MEPE!

O primeiro  foi no último dia 4, na turma da tarde da mocidade. Iniciamos com uma breve dinâmica de apresentação para conhecermos rapidamente aqueles adolescentes com os quais passaríamos uma tarde de música. Em seguida, tocamos algumas de nossas canções para, a partir delas, estimular algumas reflexões.

As músicas escolhidas foram Deixa o tempo passar, Seja Diferente, Reencarnação Um novo começo. A partir da segunda, distribuímos nossos instrumentos de percussão para que os jovens pudessem compor junto conosco as músicas, formando uma harmonia bem intensa. No encerramento, fizemos uma vivência ao som da música Em laços sobre “O que é ser jovem espírita?”.

Assim, cada um foi convidado a escrever uma palavra que respondesse essa pergunta e a colasse no peito. Depois, pedimos que, ao som da música, eles levantassem e começassem a observar a palavra dos companheiros. Ao fim, embalados pela canção, formamos uma grande roda e encerramos o encontro em forma de prece.

O segundo IAP! aconteceu ontem (18), com a turma da MEPE da manhã. Como de costume, chegamos mais cedo no local para arrumar os equipamentos e preparar o ambiente. Mas qual não foi a nossa surpresa ao descobrir que, antes da abertura da mocidade, havia a abertura dos trabalhos da evangelização infantil. De repente, nos vimos rodeados por várias crianças com olhinhos curiosos para nos ouvir tocar.

Embora não tendo um repertório voltado para o público infantil, não podíamos dispensar aquele momento. Então, recorremos às músicas do Grupo BEM e rapidamente preparamos Dona Morte e Eu sou um espírito para tocar. As crianças vibraram com as músicas e abrilhantaram nossa apresentação com energia e alegria.

Passada essa primeira injeção de força, os jovens da MEPE entraram no salão e iniciamos o encontro planejado. Repetimos a mesma apresentação inicial feita na turma da tarde e tocamos algumas músicas. Desta vez, o repertório foi: Dona Morte (Grupo BEM), Hydesville (incrivelmente cantado pela nossa guitarrista Svetlana, testando seus novos talentos), Seja Diferente (GAN) e Reencarnação (Grupo BEM).

A interação dos adolescentes com as músicas foi bastante fluida e dinâmica. Vale ressaltar a participação dos monitores, bastante envolvidos por este momento! Ao final, propusemos mais uma vivência ao som de Em Laços. Dessa vez, formamos um grande círculo e refletimos a respeito de nosso papel enquanto jovens espíritas e terminamos o momento com uma sensação gostosa de alegria.

Mais uma vez percebemos que o IAP! é uma ferramenta valiosíssima de sensibilização e trabalho espírita. O que nos deixa bastante felizes, pois somos constantemente alimentados em cada experiência dessas!

Natália Dantas

4 comentários:

Márcio Henrique disse...

Em nome da MEPE, gostaria de agradecer a presença do ESPÍRITO DE ARTE que nos levou mais uma vez sensações prazerosas de está envolvido com esse movimento espírita. Nossas Atividades de Férias não podiam ter sido melhores! Muito Obrigado!

Associação Espírita disse...

Que MARAVILHA! Li esta postagem e a de origem da atividade IAP. Fico muito feliz que vocês tenham se animado e prosseguido com este tipo de Interação, levando a Arte, a Alegria, a Amizade, o Carinho..., emfim: PARABÉNS!!!!

Maria José disse...

AMIZADE
Não é receber, é dar.
Não é magoar, é incentivar.
Não é descrer, é crer.
Não é criticar, é apoiar.
Não é ofender, é compreender.
Não é humilhar, é defender.
Não é julgar, é aceitar.
Não é esquecer, é perdoar.
Amizade..
É simplesmente AMAR.
Feliz dia da amizade.

Rone disse...

Este tipo de trabalho abre portas não só da mente, mas de outras casas espíritas.

Auxilia os participantes, mas também outras instituições, pois elas começam a ver o quanto é importante a arte para educação e evolução do espírito, e começam a mudar alguns conceitos, fazendo assim o "homem novo" surgir a cada dia.